EssaysForStudent.com - Free Essays, Term Papers & Book Notes
Search

E-Supply Chain - Digital Integration and Collaboration Among Brazilian Aerospace Enterprises

By:   •  Research Paper  •  5,316 Words  •  May 6, 2010  •  996 Views

Page 1 of 22

E-Supply Chain - Digital Integration and Collaboration Among Brazilian Aerospace Enterprises

1

e-Supply Chain:

Digital Integration and Collaboration among Brazilian Aerospace Enterprises

Newton Corrêa Castilho Júnior (ncastilho@fgvsp.br)

e

Richard Rigobert Lucht (lucht@gvmail.br)

Doutorandos da

Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas – EAESP/FGV

IMQ - Informática e Métodos Quantitativos

Av Nove de Julho, 2029 – 11o. andar

Tel: (011) 9169-7770 - Fax: (011) 5081-8166

São Paulo – SP – CEP 013013 - 902

Brasil

Track: Supply Chain, Services and Operations Management.

2

e-Supply Chain:

Digital Integration and Collaboration among Brazilian Aerospace Enterprises

Abstract

As the competition arena has been battled by supply chains (SC) rather than single enterprises, most organizations are trying

to redefine their boundaries and improve their relationship with suppliers, partners and customers. By allowing process

connection and systems interoperation, the Electronic Commerce (EC) plays a central role, leveraging these changes.

However, there are few examples, mainly in Latin America, that analyse the adoption of EC in the SC. This work study the

successful implementation of a supply chain digitally integrated by EC at EMBRAER, pointing and prioritizing the main

advantages delivered by the EC to the organization's SC.

1 - Introdução

As três últimas décadas concentraram as maiores transformações na história das organizações. Após apoiarem-se em

conceitos e estruturas de comando e controle, herdados das administrações militares e religiosas e adaptados pela teoria da

administração, desenvolvida para apoiar as necessidades da era industrial, presenciamos nestes últimos anos uma transição

para era informação e da necessidade de movimentos integrados em busca de novas estruturas organizacionais, novas

estratégias empresariais e novas tecnologias.

Tornou-se imperativo o aperfeiçoamento do relacionamento entre parceiros de negócio, por meio de processos

automatizados, que gerenciam cadeias de suprimento e distribuição formadas por estes participantes.

Ao permitir a conexão de processos e a interoperação de sistemas, a Tecnologia de Informação (TI) tornou-se um instrumento

essencial nesta transformação otimizando estruturas existentes, apoiando novas estruturas organizacionais, potencializando o

relacionamento pela troca de informação e até mesmo criando novas oportunidades de negócio.

O Comércio Eletrônico (CE), entendido como uma alavanca de redefinição do ambiente de negócio pela tecnologia de

informação, potencializou o relacionamento dentro da organização, entre organizações e entre estas e o consumidor.

Em termos organizacionais, observa-se que a arquitetura de muitas cadeias de suprimento tem sofrido mudanças importantes.

Algumas organizações estão repensando suas fronteiras, mudando suas competências e modificando a forma de

relacionamento com seus fornecedores e distribuidores, dando a essa evolução características e conotações de uma verdadeira

revolução. Um dos sinais mais fortes que evidenciam este fato é que a concorrência vem deixando de acontecer entre

empresas para ocorrer entre cadeias de suprimento (Vollmann e Gordon, 1996). Uma organização isolada não sobrevive

mais. Ela precisa, necessariamente, estar integrada com seus clientes e fornecedores uma vez que não adianta um fabricante

adotar

Download as (for upgraded members)  txt (39.2 Kb)   pdf (416.6 Kb)   docx (30.7 Kb)  
Continue for 21 more pages »